Ocorreu um erro neste gadget

domingo, janeiro 20, 2013


Resenha: Clube da Insônia

Comments



Hey galera! A Lis está em Pernambuco, curtindo a militância política e me deixou encarregado das resenhas durante essas duas semanas, na verdade só duas resenhas por que ela não é louca. Enfim não gosto muito de blá, blá, blá... Eu sou Chuck Já postei aqui antes aqui¹ e posto coisas nesse blog aqui²... Agora vamos à resenha!





Autor: Tico Santa Cruz
Editora: Belas Letras
ISBN: 9788560174935
Páginas: 104
Ano: 2012








Sinopse: Na noite, a fúria e a paixão se encontram. O submundo emerge às ruas, evocando gente esquecida que não tem vez nem voz e perambula pela cidade em busca de luz. A noite também é a casa da diversão sem hipocrisia, da embriaguez, da luxúria, das angústias e das reflexões de quem não consegue adormecer antes de a loucura se recolher novamente aos seus abrigos diurnos. De olhos bem abertos, o músico Tico Santa Cruz, líder da banda Detonautas Roque Clube, leva o leitor a um mergulho na escuridão para compartilhar seus medos e seu inconformismo, em textos viscerais que pulsam do início ao fim, madrugada adentro, até o sol nascer.


            Clube da Insônia é o titulo também do blog do autor. O livro é de fácil leitura com textos simples e diretos, a sinceridade nas palavras mostra que Tico Santa Cruz que também é vocalista da banda Detonautas Rock Clube, viveu ou pelo menos sentiu tudo aquilo que esta no livro. As crônicas e poesias são acontecimentos reais do cotidiano do autor. O livro se divide em duas partes a primeira é basicamente uma conversa, pensamentos consigo mesmo e a segunda são criticas sociais, políticas e etc. Criticas um tanto quanto superficiais.

“Vou acreditar que sim.
Vale a pena a luta.
Mesmo vivendo em uma nação.
Cercados de filhos da puta.”


O trabalho que a Editora Belas Letras fez no livro está impecável desde os mínimos detalhes, as mínimas figuras e ilustrações. A capa está foda (a principio julguei o livro pela capa), e bem delineada. O projeto gráfico do livro é de Celso Orlandin Junior e as ilustrações são de Carlinhos Muller só o trabalho deles vale a compra do livro.

            Mas apesar dos pesares o livro não me agradou em seu todo, havia me identificado com a sinopse parecia até que foi escrita por mim, mas na hora do vamos ver... Não rolou, no final da leitura eu sai com a sensação de "por que li essa merda mesmo?", o livro não te acrescenta em nada, são textos que talvez funcionem no blog dele (bloglog.globo.com/ticosantacruz) como publicações semanais reflexivas, mas não  impresso. Chega uma hora em meio à leitura que você percebe que Tico esta empregando e dando tudo de si na escrita, mas você fica apático a isso ele acaba não te cativando.
 
           
            Acho que basicamente a editora Belas Letras quis pegar onda no sucesso dos livros de Humberto Gessinger com o Clube da Insônia e não funcionou. Com tudo se você é fã ou quer conhecer mais de Tico Santa Cruz vale a leitura, mas caso não e você queira apenas uma boa leitura, passe longe desde livro nas livrarias.

PS. A sinopse é basicamente melhor que o livro.

Aquele Abraço.
Felipe Diaz ou Chuck.



/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base