Ocorreu um erro neste gadget

domingo, setembro 30, 2012


Filme: A Mulher de Preto.

Comments


Olá pessoal,

Hoje irei falar de um filme que há muito tempo estava querendo assistir: A Mulher de Preto (The Woman in Black), protagonizado pelo ator Daniel Radcliffe, o eterno Harry Potter.

Baseado no romance homônimo da escritora inglesa Susan Hill, que li e curti muito, o longa conta a história arrepiante de um jovem advogado londrino chamado Arthur Kipps (Radcliffe) que ainda vive o luto da perda de sua jovem esposa, morta durante o parto de seu único filho.

Kipps é encarregado por seu chefe de ir até uma pitoresca cidadezinha do interior da Inglaterra para cuidar dos papéis deixados por uma cliente recém-falecida, a Sra. Alice Drablow. Parece um trabalho simples, tanto que Kipps combina com a babá (Jessica Raine) do seu filho Joseph (Misha Handley) de irem ao seu encontro dentro de alguns dias para juntos desfrutarem dos ares do campo.

O que Kipps não imaginava é que estava para enfrentar um terrível mal que assombra o lugar: o espectro vingativo de uma mulher.

Sua chegada ao lugarejo é vista como indesejada pelos nativos. Ao descobrirem que o propósito do jovem advogado é ir até a velha mansão Eel Marsh House em busca do possível testamento da Sra. Alice, os moradores do lugar não escondem o desejo de ver o recém-chegado pelas costas. Todas as advertências explícitas e implícitas feitas pelos nada amistosos habitantes não são o suficiente para persuadir Kipps de não ir até a antiga morada da cliente da firma. Lá, enquanto analisa pilhas de papéis velhos, acontecimentos estranhos começam a ocorrer. Em dada ocasião, Kipps avista pela janela do segundo andar, uma estranha figura rondando a propriedade: uma mulher trajada de luto. Curioso, ele sai em sua busca e encontra o cemitério da família.

Com o tempo o advogado descobre que o que viu é o espectro de uma mulher cujas aparições estão diretamente ligadas aos estranhos suicídios das crianças da cidade. Imediatamente, Kipps se sente atraído pelo mistério e tenta elucidá-lo, para isso ele conta com a ajuda de um senhor chamado Simon Daily (Ciaran Hinds); ele e sua esposa Elisabeth (Janet McTeer) perderam o único filho nas mesmas circunstâncias misteriosas.

Obstinado e corajoso, Kipps mergulha cada vez mais no mistério que cerca a isolada propriedade de Eel Marsh House e a identidade da terrível mulher de preto, fazendo uma incursão no terror de gelar o sangue. O que ele descobre... bem, não vou revelar, claro.

Existem, certamente, algumas discrepâncias entre o livro e o filme, mas isso só tornou o longa melhor. A narrativa do livro consegue construir uma tensão e um ambiente de terror com poucos elementos, mas para uma produção cinematográfica esses mesmos elementos seriam insuficientes para produzir o tom sombrio necessário a um filme do gênero. 
 
“A Mulher de Preto” é um filme de terror como há muito tempo não assistia. Bem constituído, com uma boa história e o clima sombrio oriundo do isolamento do protagonista em uma antiga mansão mal-assombrada, fora a trilha sonora que constrói a tensão no momento apropriado, além de um bom elenco, incluindo Radcliffe, que parece ter se esforçado muito no papel para nos brindar com uma boa atuação. Boa reconstituição de época, boa fotografia e bons sustos fazem com que o filme prenda o espectador na poltrona.

Eis um filme que futuramente irei adicionar em minha coleção. “A Mulher de Preto” é a prova de que o cinema ainda pode produzir um filme de horror ou terror realmente bom.

Assista... se tiver coragem.

Foi anunciado que o filme irá ganhar uma continuação, a história se passará 40 anos após os acontecimentos do primeiro.

Postado por Max,

Também publicado no blog do autor: http://maxliteratura.blogspot.com.br/

Trailer:

sexta-feira, setembro 28, 2012


Batalha Musical

Comments
Olá, gente linda! Tudo certinho?
Sejam mais do que bem vindo a mais um Batalha Musical. ;)

Ah, a música de hoje é bem linda e viciante...



S.O.J.A ou Soudies of Jah Army é uma banda de raggae norte-amenricana em atividade desde 1997. Conforme o iTunnes, é um dos 10 álbuns de raggae mais vendidos.
Ela tem, atualmente, por integrantes: Jacob Hemphill, Bob "Bobby Lee" Jefferson, Ryan "Bird" Berty, Ken Brownell e Patrick O'Shea.


Quem me conhece sabe que (descupe-me quem gosta) eu quase não suporto reggae. E olha que sou bem eclética gente! Mas falando sério, são pouquíssimas as músicas de raggae que gosto e, devo dizer, essa me conquistou demais...

True Love é simplesmente linda. Não tenho outra forma para definir a canção.
Falando de amor de uma forma muito sábia e linda, a melodia é super agradável e, com essa mistura, eu quase não consigo mais parar de escutar a canção. Admito, passei uma noite inteira a escutando *-*

"Eu preciso de amor verdadeiro
Você sabe o que você significa para mim
(Amor verdadeiro)
Isto mostra como eu vivo e como eu respiro
(Amor verdadeiro)
No vale da sombra, eu sei que você vai ser.
(Amor verdadeiro)
Eu me defendo, eu conquisto a morte
E eu conquisto o inimigo (inveja)

O que é o amor realmente se ela afeta apenas um aspecto da vida?
Isso é como um musico que somente aceita, seu próprio tipo musical.
É como um pregador que somente respeita domingo de manhã, e não sabado a noite
Isso é como um soldado pode vir a refletir
que o Amor é mais do que um homem e uma mulher."

 E, então, o que vocês acharam?
Até semana que vem!
Beijos ;**
Paulinha

quarta-feira, setembro 26, 2012


E o que vem por aí... Editora Novo Conceito Lançamentos

Comments
Olá galera!
Olha só que lançamentos da Editora Novo Conceito que eu estou trazendo hoje, um melhor que o outro. Como por exemplo ''Romeu Imortal'' uma continuação audaciosa do livro ''Julieta Imortal'', onde teremos a oportunidade de saber em primeira mão o que levou o apaixonado Romeu a se tornar...
Não acharam que eu iria soltar assim tão fácil um Spoiler né? rs 
A previsão dos lançamentos é para 11/10

Boas Leituras!


Romeu Imortal - Stacey Jay

Romeu Imortal

 
Amaldiçoado a viver por toda a eternidade em seu espectro, Romeu, conhecido por seus modos rudes e assassinos, recebe uma chance de se redimir viajando de volta no tempo para salvar a vida de Ariel Dragland. Sem saber, Ariel é importante para os dois lados, os Mercenários e os Embaixadores, e tem o destino do mundo nas mãos. Romeu deve ganhar seu coração e fazê-la acreditar no amor, levando-a contra seu potencial obscuro antes de ser descoberto pelos Mercenários. Enquanto sua sedução se inicia como outra mentira, logo ela se torna sua única verdade. Romeu jura proteger Ariel de todo o mal, e fazer qualquer coisa que for preciso para ganhar seu coração e sua alma. Mas quando Ariel se decepciona com ele, ela fica vulnerável à manipulação dos Mercenários, e sua escuridão interna poderá separá-los para sempre.



Um Olhar de Amor - Bella Andre


 Um Olhar de Amor

 
Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. Uma noite realmente ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta... pelo coração de Chloe.




A Vez da minha Vida - Cecelia Ahern


A Vez da Minha Vida


Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo.
 


Preces e Mentiras - Sherri Wood Emmons


Preces e Mentiras

 
Quando Bethany, de 7 anos, conhece sua prima de 6 anos, Reana Mae, é o começo de uma relação desajeitada que salva ambas de uma solidão profunda. Todo verão, Bethany e sua família vão de Indianapolis para West Virginia’s Coal River Valley. Para a mãe de Bethany, essas viagens até lá a lembram de sua infância pobre e composta por minas de carvão, um lugar do qual ela desejou escapar. Mas seus amados familiares e a amizade de Bethany e Reana Mae continuavam trazendo lembranças.
Mas conforme Bethany cresce, ela percebe que a vida nessa comunidade pequena e unida não é tão simples quanto pensava... que as cabanas na beira do rio, que guardam muito da história de sua família, também geram fofocas escandalosas... e aqueles mais próximos a ela guardam segredos inimagináveis. No meio das florestas densas e da beleza silenciosa do vale, esses segredos estão finalmente sendo revelados, com uma força suficientemente devastadora para acabar com vidas, fé, e a conexão que Bethany pensou que duraria para sempre.



Segredos Revelados - Fern Michaels


Segredos Revelados
 
Kate e Alex Rocket são abençoados com um casamento maravilhoso e uma casa adorável. Apesar de Kate ser incapaz de ter filhos, ela e Alex cuidam de Sara e Emily, as afetuosas filhas de seus bons amigos Don e Debbie Winter, como se fossem da família. Com uma ligação, tudo muda. Sara acusa Alex de um crime hediondo, criando uma briga entre os casais. Em um único momento, a vida deles se tornou um pesadelo sem fim. Kate só pode observar, impotente, enquanto seu marido inocente é condenado e mandado para a prisão. Quando uma tragédia ainda maior acontece, Kate não tem escolha a não ser transformar sua dor em raiva... Quando sua vida está no momento mais obscuro, Kate descobre uma força interior e uma solução arriscada para limpar o nome do marido — e arruinar a vida daqueles que destruíram tudo que ela construiu com Alex. Mas o maior desafio de Kate será vingar Alex sem ter seu futuro perdido — e um novo amor precioso. Enquanto Kate tiver coragem e esperança, talvez ela não perca tudo...



Laços Inseparáveis - Emily Giffin


 Laços Inseparáveis

Marian Caldwell é uma produtora de televisão de 36 anos, vivendo seu sonho em Nova York. Com uma carreira bem-sucedida e um relacionamento satisfatório, ela convenceu todo mundo, inclusive si mesma, que sua vida está do jeito que ela deseja. Mas uma noite, Marian atende a porta... para apenas encontrar Kirby Rose, uma garota de 18 anos com a chave para o passado que Marian pensou ter deixado para trás para sempre. Desde o momento que Kirby aparece na sua porta, o mundo perfeitamente construído de Marian — e sua verdadeira identidade — será chacoalhado até o fim, fazendo ressurgir fantasmas e memórias de um caso de amor apaixonado que ameaça tudo para definir quem ela realmente é.
Para a precoce e determinada Kirby, o encontro vai provocar um processo de descobrimento que a leva ao começo da vida adulta, forçando-a a reavaliar sua família e seu futuro com uma visão sábia e doce.
Enquanto as duas mulheres embarcam em uma jornada para encontrar o que está faltando em suas vidas, cada uma irá reconhecer que o lugar no qual pertencemos normalmente é onde menos esperamos — um lugar que talvez forçamos a esquecer, mas que o coração se lembra eternamente.




Beijos
                   Nita

domingo, setembro 23, 2012


Filme: O Retorno de Johnny English.

Comments

Olá pessoal,

Gostam de filmes de comédia? Sim? Ótimo. Dizem que rir é o melhor remédio. 

Sou fã de uma boa comédia, infelizmente cada vez mais rara nos cinemas. Aprecio mais o humor pastelão do grande gênio Charlie Chaplin, ou os irmãos Marx, os Três Patetas etc. Dos humoristas atuais, poucos chamam minha atenção, mas gosto em especial de Jim Carry. Não aprecio muito as comédias norte-americanas que abusam da sexualidade ou excentricidade e parecem só ter sentido para Adam Sandler. Fugindo ao estabelecido na frase anterior, assisti a uma comédia do humorista Sara Bonham Carter, intitulada "O Ditador" e apesar de algumas cenas desnecessárias,  gostei do filme. É bem inteligente e possui um humor ácido e rápido.

Mas não é dele que irei falar aqui e sim de um filme estrelado por Rowan Atkison, o eterno Mr. Bean.

Em "O Retorno de Johnny English" (Johnny English Reborn) o ator revive o personagem título em uma paródia aos filmes de espionagem, mais precisamente aos de 007. 

Rowan, que se tornou mundialmente famoso com seu personagem Mr. Bean, possui exatamente o tipo de humor de que gosto, além de ser um ótimo ator.

Na trama, o agente Johnny English é obrigado a sair de seu retiro espiritual entre os monges na Ásia, onde melhorava suas "felinas" habilidades em artes-marciais. Diante da ameaça de morte a um importante líder chinês, o MI-7 lança mão de seu melhor homem. Talvez não o 1º melhor, mas o 2º ou ainda o 3º melhor, enfim...

De volta a ativa e tentando recuperar o prestígio após o fatídico caso de Moçambique - não pergunte - English descobre que durante sua ausência algumas alterações ocorreram no MI-7. Uma delas é a nova chefe, Pegasus (vivida pela atriz Gillian Anderson, a eterna agente Scully da série Arquivo X) que não está absolutamente convencida da utilidade do agente e a bela psicóloga Kate (Rosamund Pike), que tenta ajudá-lo com seu trauma em relação a Moçambique.

Na missão, English contará com a ajuda do jovem agente Tucker (Daniel Kaluuya), que ao seu lado, tenta descobrir quem poderia estar por trás da ameaça. Logo, a dupla descobre que uma organização composta por agentes da CIA, KGB e do próprio MI-7 planeja matar o líder chinês se valendo de uma incrível tecnologia. Cabe a English, usando toda a sua destreza e inteligência, descobrir quem é o traidor dentro do serviço secreto britânico e impedir o atentado. Que Deus ajude a Inglaterra!

O filme garante boas risadas (eu disse risadas e não gargalhadas). Rowan está um pouco mais sério e menos atrapalhado, talvez a idade esteja pesando.

Mesmo assim, somente suas expressões faciais já nos divertem. Os fãs do ator, e aqui eu me incluo, podem acomodar-se no sofá e curti o filme. Diversão garantida.


Trailer:


Postado por Max.

Também publicado no blog do autor: http://maxliteratura.blogspot.com.br/

sexta-feira, setembro 21, 2012


Monteiro Lobato, sua obra é racista?!

Comments
Oi gente!
O post de hoje é uma crítica ao texto "Emília e o racismo em Lobato", do jornalista Marcelo Carneiro. A crítica foi escrita por duas pessoas maravilhosas, o Éric Meireles e a Jeeny Azevedo.

---


Por melhor que seja a intenção de Marcelo Cunha, em contrapor-se a demonização e proibição das leituras das obras de Monteiro Lobato e, também, ao analisar o anacronismo, pautando uma obra escrita há tempos, com olhar traduzido apenas no presente, o jornalista incorre em dois erros: o de não suplantar o olhar multicultural e em uma apresentação um tanto deturpada de Monteiro Lobato, posto como um racista, vítima de seu período histórico.

As próprias obras do “Sítio do Pica Pau Amarelo” põem em contradição essa afirmativa, haja vista o papel protagonista de Tia Anastácia, pois de suas mãos nascem outros grandes personagens, como Emilia e Visconde. Sem contar sua sabedoria notável, oral e vívida dos descendentes dos escravos plantadores de café do Vale do Paraíba, assim como Tio Barnabé, sabedoria essa que o autor faz questão de apresentar!

Além dessa, temos também o Saci, figura mítica secular de maior expressão nacional, posto, hoje, nas barbas cruéis da censura politicamente correta. Afinal, é um menino que fuma um cachimbo, fala palavrões e é travesso, não é?!

A contradição central, no texto do jornalista Marcelo Cunha, se dá ao analisar Monteiro Lobato nos limites dos olhares ideológicos do Multiculturalismo (visão cultural bipolar, importante para os países anglo-saxões, mas de pouca eficácia analítica e referencial de nosso país, notavelmente mestiço e multifacetado).

Aqui, antes de afirmar se é ou não racista, precisamos entender a mistura de brancos, índios e negros, de seus papéis de sujeitos e coparticipantes na construção de nossa identidade e história nacional. Não devemos segmentá-los! Separar Tia Anastácia, Tio Barnabé e Saci de forma estanque, além de autonomizá-los e isolá-los, dos outros personagens do livro, por serem negros, é constituir um assassinato literário à obra e ao seu autor.

Por fim, vale destacar que é preciso, ao analisar um texto literário, separar a obra de seu autor. O homem Monteiro Lobato, para nossa história, está acima de uma discussão, ainda muito superficial, sobre ser ou não racista. Indubitavelmente, ele foi um grande brasileiro, pacifista e visionário das potencialidades nacionais, vide seu olhar sobre nosso petróleo e em defesa do desenvolvimento do Brasil.

quarta-feira, setembro 19, 2012


E o que vem por aí... Editoras Galera Record, Belas Letras e Suma das Letras Lançamentos

Comments
Olá galera! 
Hoje eu fiquei tão empolgada com o livro ''O Filho de Netuno'' (que eu recomendo D+) que resolvi fazer um mix de lançamentos das Editoras Galera Record, Belas Letras e Suma das Letras, espero que gostem, e aproveitem o fim de semana que esta chegando ai, de que forma? Da melhor que nós conhecemos! Lendo, lendo e lendo muito *__*


Artemis Fowl - Uma aventura no Ártico - Graphic novel - Eoin Colfer


 


O nosso gênio do crime, que nunca gostou de ir à escola, voltou! Artemis Fowl está mais seguro, mais maduro – nos seus 13 anos! – e ainda mais rico por ter roubado o ouro do povo das fadas. E mais feliz, graças à cura de sua mãe através de magia. Só há uma coisa que o preocupa: o pai, desaparecido. Ao descobrir que o patriarca foi capturado pela máfia russa, ele sabe que é hora de enfrentar as baixas temperaturas do Ártico para resgatá-lo. Sua missão é muito perigosa, e desta vez um plano brilhante pode não ser suficiente... Talvez ele precise de uma ajuda mágica. Então quem sabe os caminhos da fada Holly e do gênio do crime Artemis Fowl não estejam prestes a se cruzar outra vez?


Amada Imortal - Cate Tiernan




Primeiro livro de bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.



A Ira de Nasi - Mauro Beting, Alexandre Petillo





Nasi não nasceu para ser santo. Nasceu para ser a voz de um pecado capi­tal. Quando foi fundo ele acabou indo além do permitido e recomenda­do. E, na volta, trouxe com ele tudo que o dragou – do melhor e do pior. Nas travessias ao céu e nas travessuras abaixo do inferno das drogas quími­cas e das porcarias das pessoas físicas e jurídicas que experimentou, o ex-vo­calista do Ira! se tornou homem com todas as letras. Desde as bem feitas e de boa métrica até as malfaladas e malditas. Você ficará vermelho de raiva e de paixão com a história de um dos roqueiros mais polêmicos do Brasil, com tantas tretas que fizeram da vida de Marcos Valadão, este Wolverine brasileiro contra­ditório e solitário, coisa de ficção, de horror, de comédia e de drama, mas também de muito amor.





         Marc Levy - O Primeiro Dia



Marc Levy é um fenômeno de vendas. Com mais de 26 milhões de livros vendidos pelo mundo e traduzido para 45 países, o best-seller francês retorna com uma sequência de dois romances intensos. Em O primeiro dia, Levy escreve seu primeiro romance de aventura – que também figurou entre os mais vendidos em seu país natal. Em outubro, a Suma de Letras publica sua continuação, A primeira noite.

Em seu nono livro, Levy apresenta Adrian, um reconhecido astrofísico que dedica sua vida à procura da mãe de todas as estrelas – a primeira a brilhar no céu, milênios atrás, no nascimento do universo. Após passar uma temporada observando os astros no deserto de Atacama, no Chile, seus planos são frustrados pelo desgaste físico que sofre por conta da altitude, fazendo com que ele retorne a Londres. Na capital inglesa, disputa um prêmio fornecido por uma importante fundação, voltado a projetos de pesquisa científica (...)

Diante de estranhos acontecimentos em torno de ambos, logo se tornará claro para o casal que eles não são os únicos interessados no pingente, e que há gente disposta a tudo para consegui-lo. Keira e Adrian partem numa viagem que os levará a vários continentes, seguindo mapas traçados a partir das estrelas e pistas enterradas no solo. E a meta de ambos é achar a resposta para perguntas que intrigam a todos desde o início dos tempos.




Oksa Pollock e a floresta dos desgarrados - Anne Plichota e Cendrine Wolf






A saga da menina que se tornou o maior fenômeno da literatura infantojuvenil da França continua neste segundo volume.

No primeiro volume da série, Oksa Pollock e o mundo invisível, uma adolescente francesa de repente se descobria parte de um povo exilado de uma terra mágica, o reino de Edefia. Antes uma menina normal, a jovem percebeu ser capaz de criar bolas de fogo com as mãos, levitar, mover objetos à distância. Mais do que isso, ela se deu conta de que poderia ser a possível futura líder dos exilados de Edefia.

Após situações perigosas em que Oksa se envolveu por causa de suas descobertas, a saga da menina que se tornou o maior fenômeno da literatura infanto-juvenil da França continua em Oksa Pollock e a floresta dos desgarrados. A heroína está um pouco mais velha e preparada para o que virá, mas ainda não sabe todos os segredos sobre sua família. O desaparecimento de Gus Bellanger, seu melhor amigo, pode ser a chave para que ela venha a descobri-los.


Galera eu estou numa fase completamente apaixonada por Rick Riordan, eu comecei a ler a série de ''Percy Jackson e os Olimpianos'' por indicação, eu achei que era tão infantil que ia ser uma tortura, acabou que li todos em uma semana, tamanha a loucura, e agora estou curtindo uma bela fossa literária, pode isso? #Triste Estou louca pelo próximo livro ''A Marca de Atena'' da série, que é como uma continuação denominada ''Os Heróis do Olimpo'' recomendo muito, mas leiam do comecinho, ou não vão entender nada. Percy Jackson é completamente viciante, por isso cuidado! ;D




Lançamento nos EUA: Editora Disney Hyperion – 02/10/2012
Lançamento no Brasil: Editora Intrínseca – Maio de 2013






                                                                                                 Beijos
                                                                                                           Nita

domingo, setembro 16, 2012


Resenha: Vaclav & Lena

Comments
Oi gente, todo mundo bem?
Estou quase derretendo nesse calor, nem um ventinho amigo para ajudar. Espero que vocês não estejam sofrendo tanto quanto eu... Enfim, vamos a resenha de hoje.

Autora: Haley Tanner
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572056
Ano: 2012
Páginas: 271

Sinopse: Vaclav e Lena parecem destinados um ao outro. Eles se encontram pela primeira vez aos 6 anos, numa aula de inglês para imigrantes em Brughton Beach, no Brooklyn. Vaclav é precoce e falante. Lena, com dificuldade no idioma, refugia-se na segurança de sua adoração por ele. Ele imagina a história dos dois se desenrolando como um conto de fadas. No entanto, uma das muitas verdades a serem descobertas nessa extraordinária obra de estreia de Haley Tanner é que "felizes para sempre" nunca é um desfecho garantido. Um dia, Lena não vai à escola. Desaparece da vida de Vaclav e da família dele como num cruel truque de mágica. Durante os sete anos seguintes, Vaclav deseja boa-noite a Lena todos os dias, perguntando-se se ela faz o mesmo onde quer que esteja. No dia do aniversário de 17 anos de Lena, ele finalmente descobre o que aconteceu.

Desde que conheceu Lena, Vaclav nunca se interessou em ter mais nenhum amigo, passar as tardes com ela praticando truques de mágica era o suficiente para ele.
Vaclav sempre foi o único amigo de Lena, ela não consegue desenvolver muito seu idioma, e ele é o único na escola que não liga para isso, e sempre esteve disposto a ajudá-la.

No começo fiquei encantada com os dois, a cumplicidade neles enquanto criança, a cooperação que existia entre os dois e o amor inocente que começava a brotar. Porém nem tudo são flores, quando Lena começa a ter novas amizades ela se transforma da garota fofa para a menina chata, e foi nesse ponto que passei a ficar desgostosa com o livro. 
E para ajudar, nessa transformação da personalidade de Lena ela some da vida de Vaclav. A mãe dele sabe o que aconteceu, mas não está disposta a compartilhar com o filho.

Vaclav & Lena tinha tudo para ser um livro incrível, mostrar o crescimento de um amor que começou ainda na infância e que chega a fase adulta, mesmo com o distanciamento dos protagonistas, mas faltou alguma coisa. No começo vi um grande potencial, mas com o passar das páginas a história foi ficando cada vez mais simples. O enredo evoluiu, mas foi ficando menos atrativo.

Uma coisa que me irritou um pouco no livro foi a necessidade de usar a cultura americana como padrão de qualidade. Quando li sobre o livro pensei que iria conhecer mais da situação dos russos nos EUA, ou conhecer mais da cultura russa, mas a necessidade de enaltecer a cultura americana por conta da mãe de Vaclav acabou sendo um pouco decepcionante para mim.

A narrativa do livro é em terceira pessoa, mas não vi muita vantagem nisso, já que o foco é em sua maioria Vaclav, não conseguimos simpatizar tanto com Lena, já que conhecemos pouco do seu cotidiano, ela some e o leitor sabe que é por um motivo muito grave, porém por não conhecer tanto de Lena acaba não sendo um assunto que desperta a curiosidade do leitor, já que a curiosidade maior é o rumo que a vida de Vaclav irá tomar.

Enfim, o livro não deixa nada, nem positivo nem negativo para o leitor, é um livro para se passar um dia, sem muitas expectativas.

Beijos
Lis

Filme: Cowboys & Aliens.

Comments
Olá leitores,

Gostam de filmes de cowboy, estilo faroeste? E filmes de alienígenas e ficção científica? Pois bem, agora imaginem os dois gêneros juntos em um único filme, como resultado vocês terão: "Cowboys e Aliens".

O filme é inspirado nas HQs de Scott Mitchell Rosenberg, dirigido por Jon Favreau ("Homem de Ferro" 1 e 2), produzido por Steven Spielberg (que hoje em dia ocupa mais a cadeira de produtor do que de diretor, se bem que sempre foi assim) e estrelado pelos astros Daniel Craig, Harrison Ford e a sempre estonteante Olivia Wilde (a nora que minha mãe pediu a Deus).

A história se passa no ano de 1873, no Arizona, e foca em um homem (Daniel Craig) que desperta no meio do nada com um estranho bracelete em um de seus pulsos e sem nenhuma memória de sua vida até em tão. Em busca de respostas ele chega até a cidade de Absolution. Nela, depois de se envolver em um briga com o filho de um poderoso dono de terras, ele é prezo e acaba descobrindo ser um notário bandido chamado Jake Lonergan.
Durante a noite, quando ele seria transportado para a prisão numa diligência, a cidade é atacada por estranhas máquinas voadoras e pessoas são raptadas. Durante o ataque, o bracelete de Lonergan é ativado e ele descobre que o mesmo funciona como uma espécie de arma.

Depois do incidente, um grupo de homens, liderados pelo Coronel Woodrow Dolarhyde (Harrison Ford), resolve partir caçando uma misteriosa criatura que estava em uma das máquinas. Eles objetivam encontrar as pessoas desaparecidas e resgatá-las. Depois de hesitar, Lonergan une-se ao grupo composto por Dolarhyde, o pastor Meacham (Clancy Brown), o doutor (Sam Rockwell), um garoto chamado Emmett (Noah Ringer) e a bela e misteriosa Ella (Olivia Wilde).

No caminho, enquanto Lonergan tenta se recorda do que aconteceu e quem é a mulher que habita suas destroçadas lembranças, eles descobrem que Ella não é exatamente o que eles imaginam que é. Na verdade a jovem é uma alienígena que veio ao nosso planeta para se vingar da raça que está abduzindo pessoas no Arizona.

O objetivo dos invasores é simples: sugar toda nossa reserva de ouro e nos destruir, naturalmente.

O grupo descobre que terá de lutar não apenas para salvar as pessoas raptadas, mas para evitar que os alienígenas fujam para o espaço e tragam reforços. Contudo, para encontrar a nave e ter exito na empreitada, eles dependem de Lonergan e de suas lembranças.

Claro, no caminho eles passam por vários desafios e unem forças com antigos inimigos - os apache, ou no dizer do Velho-Oste, peles vermelhas.

O filme é excelente. Possui uma boa história, cenas de ação bem amarradas, momentos emocionantes e algumas reviravoltas. Tudo isso ao melhor estilo faroeste. Só faltou um duelo ao pôr-do-sol.

Trailer:




Postado por Max.

Texto também publicado no blog do autor: http://maxliteratura.blogspot.com.br/

sexta-feira, setembro 14, 2012


Batalha Musical

Comments
Olá, gente linda!
Tudo certo?

Sejam super bem-vindos a mais um Batalha Musical.
E eu continuo um romantismo só...


Descobri Ed Sheeram há pouquíssimo tempo, depois de trocar algumas músicas e gostos musicais com uma amiga. Ainda não tive a chance de escutar muito de suas canções, mas o pouco que ouvi, gostei.
Com apenas 21 anos de idade Edward Christopher Sheran se tornou o dono de umas das vozes que mais tenho gostado de escutar. Já não me admirei mais quando descobri que o cara é britânico.
Dono de uma linda voz, o cara me fez perder a cabeça pela canção...


Give Me Love é, definitivamente, uma daquelas músicas lindas e melodiosas que simplesmente não saem da nossa cabeça por um bom tempo.
Música doce, voz linda, letra emocionante... ela tem tudo aquilo que um apaixonado de plantão quer ouvir.
A canção, para mim, parece falar de alguém que sente estar no fim de uma relação OU parece que a relação chegou mesmo ao final, mas ele necessita da pessoa amada e chama por ela clamando por amor.

"Me de um pouco de tempo ou queime isso
Vamos brincar de esconde-esconde para virar isto.
Tudo que eu quero é o sabor que seus lábios permitem,
Minha, minha, minha, minha, oh me de amor,
Minha, minha, minha, minha, oh me de amor,
Minha, minha, minha, minha, oh me de amor,
Minha, minha, minha, minha, oh me de amor,
Minha, minha, minha, minha, oh me de amor,

Me de amor como nunca antes
Porque ultimamente eu tenho desejado mais
E faz algum tempo mas eu ainda sinto o mesmo,
Talvez eu deveria deixar você ir
E você sabe, eu vou lutar pelo meu canto
E que hoje á noite eu vou chamar você,
Depois de meu sangue está se afogando em álcool,
Não, eu só quero te abraçar"
 
E então, pessoas, o que vocês acharam?
Beijos ;**
Paulinha 
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base