Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, agosto 27, 2012


Resenha: Gregor e a profecia de sangue

Comments
Oi gente!
Como anda a vida de vocês? Muita novidade? Estou preparando algumas surpresinhas para vocês em breve, algumas promoções que vocês vão adorar, mas por enquanto curtam a resenha de hoje!

Autora: Suzanne Collins
Editora: Galera Record
ISBN: 8501081884
Ano: 2011
Páginas: 336


Sinopse: Gregor e Boots estão de volta à segurança de sua casa, e dessa vez a mãe de menino não está disposta a perdê-los de vista! Vistas à lavanderia do prédio são completamente proibidas e ela nem mesmo gosta de ouvir falar em morcegos ou ratos gigantes... Mas infelizmente a presença de Gregor no Subterrâneo é necessária mais uma vez: uma terrível doença está se espalhando e seus amigos estão em perigo. Agora, Gregor, Boots e um inesperado acompanhante precisam enfrentar uma nova viagem, que poderá colocar em risco muito mais do que a vida dos habitantes do Subterrâneo.

Atenção: Esta é a resenha do terceiro livro da série, então você encontrará spoilers dos livros anteriores.

Gregor está proibido de se aproximar de qualquer entrado para o Subterrâneo, mencionar este nome dentro de casa já causa grande desconforto. Só que não tem como o garoto se desligar desse mundo, já que ele está ansioso por notícias sobre a situação de lá, e tem a questão da profecia que Nerissa entregou a ele antes dele voltar para a superfície, e uma profecia com um título nada agradável, e claro ele está ligado a essa profecia, então sob protestos e com a companhia de alguém que não estava nos planos ele volta para o Subterrâneo.

A cada livro que leio da autora me impressiona mais o jeito dela de tratar assuntos que levam a reflexão para qualquer tipo de público. Como falei nas outras resenhas desta série, Gregor é para o público infanto juvenil, porém com a fantasia retratada Collins agrega qualquer leitor, independente da sua faixa-etária.Ela usa a fantasia para tratar de assuntos que politizam os jovens. O que vemos por trás do mundo Subterrâneo são dilemas que nos cercam dentro da realidade que vivemos. A grande questão deste volume é como unificar  os humanos e os ratos, inimigos naturais para juntos buscar uma cura para uma praga que poderá acabar com todos de sangue quente. Um precisa cooperar com o outro, deixando de lado suas diferenças em prol de uma coisa muito maior, tendo que esquecer a forma violenta que os ratos sempre trataram os humanos, enquanto que os ratos tem que esquecer a política de exclusão que os humanos sempre praticaram.

O livro é dinâmico, envolvente e cativante, foi escrito para o público mais jovem, mas tenho certeza que agradará qualquer um, independente da idade. De uma maneira simples temos um enredo de deixar qualquer um curioso para uma continuação.
Este é o terceiro livro da série, e o primeiro ainda continua sendo o meu preferido, não que tenha mudando alguma coisa no modo em que me senti envolvida com os personagens, mas o primeiro foi o que me apresentou este universo fantástico, e só por esse motivo ganha minha preferência.


Só uma coisa ainda me incomoda, a divergência entre o comportamento e a idade de Gregor. Ele é muito maduro para a idade descrita, sei que o livro é fantasia é tudo mais, porém isso deixa o personagem central um pouco fora da realidade.

Se ainda está em dúvida quanto a começar a leitura desta série, esqueça elas e mergulhe no universo Subterrâneo, e se encante!

Beijos
Lis
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base