Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, março 22, 2012


Resenha: Mapas do Acaso

Comments
Autor: Humberto Gessinger
Editora: Belas Letras
ISBN: 9788560174782
Páginas: 144
Ano: 2011

Sinopse: Neste livro, Humberto Gessinger passa o passado a limpo, resgata momentos especiais da sua intimidade desde menino e conta novas velhas histórias do Engenheiros do Havaii, nunca antes publicadas. De Passo Fundo a Moscou, passando por "Esparta Alegre", lembranças de um futuro que ele imaginava dão forma a essas linhas conduzidas pelos mapas do acaso. Para saber qualé a dele e da sua poesia, que é pura grandeza a partir de coisas simples, é só embarcar... e seguir viagem...


Este é o segundo livro do Gessinger, o primeiro, também publicado pela Belas Letras com o título 'Pra Ser Sincero', mas já no começo do livro temos um aviso de que um não interfere no outro, então não há necessidade de seguir a ordem dos livros na leitura.

"Para mim e para minha geração, discos e livros eram testemunhas físicas de nosso crescimento. Cada palmo conquistado nas prateleiras da casa correspondia a um mundo interior mais rico. Difícil de medir em bytes." Página 57

Eu sou super fã das músicas de Gessinger, então quando recebi o livro acabei ficando um pouco ansiosa para começar a leitura e com muita expectativa. O lado positivo... Eu não me decepcionei!

Vi algumas pessoas denominando o livro como uma autobiografia, eu já não concordo, afinal no livro encontrei bem mais do que a história de vida do autor, ali encontrei uma enxurrada de pensamentos dele, e muito bem colocados.

O livro é dividido em duas partes, na primeira temos uma narrativa de pensamentos e fatos da vida de Humberto. O autor em alguns momentos fala sobre livros, passa pelo futebol, e claro por algumas viagens com a banda, e o livro é muito interessante por conta disso, temos vários temas abordados com uma narrativa bem dinâmica, no ritmo de um bate papo informal, como essas conversas em que uma coisa puxa a outra e no fim do dia conversamos sobre tudo.
Já a segunda parte do livro temos algumas letras de música, o que torna mais interessante é a forma que é exposta ao leitor, a diagramação usada nesta segunda parte demonstra como o papel das anotações ficaram, temos marca de café, rabiscos e por aí vai.

"Há quem diga que a a função das palavras é esconder o que sentimos. Eu não digo." Página 102

Ah! Outra coisa que esqueci de comentar, a introdução de cada capítulo começa com uma nota mental para uma próxima vida,  adorei a ideia, ali na pequena nota já temos uma ideia sobre o que será o bate papo do capítulo.

Nota Mental para uma próxima vida:
Aprender com a natureza.
Meus cães, por exemplo: eles só comem e dormem
(e não têm animais de estimação). Página 74

A diagramação do livro também merece um destaque, o destaque nas cores para separar o livro em duas partes, fotos usadas para ilustrar, realmente ficou muito bem feito.
Se eu recomendo a leitura? Claro! Para aqueles que são fãs da banda ou ouviu uma ou outra música e gostou, e claro para quem não conhece também, afinal conhecer um pouco mais sobre o cenário da música é sempre bem vindo.

/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base