Ocorreu um erro neste gadget

sábado, fevereiro 04, 2012


Resenha: O Legado da Caça Vampiro

Comments
Hey galerinha do bem! Como estamos?
Sei que vocês vão dizer: "Nossa Lis, mais um livro de vampiros?", mas gente meu estoque sobre a temática é imenso, até minha irmã veio me perguntar se só leio livro sobre isso, mas olhem só, eu ainda não enjoei, e por mais que seja sobre vampiros, cada um toma um rumo diferente (mas prometo que a próxima resenha não será de um livro de vampiros rs)... Chega de ladainha, vamos para a resenha :)

Autora: Collen Gleason
Editora: Jardim de Livros
ISBN: 9788563420022
Páginas: 376
Ano: 2010


Sinopse: Vitória Gardella é jovem, linda e usa um piercing no umbigo. Ela vive na Inglaterra do século XIX e herdou um legado: matar vampiros. Londres, 1810. Num ambiente que lembra os romances de Jane Austen, como Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, uma jovem linda e sensual, Vitória Gardella, debuta na sociedade e precisa arrumar um marido rico. Mas Vitória parece viver 200 anos adiante de seu tempo. Quer levar vida independente. E herdou um terrível legado - o de ser uma venadora, ou caça-vampiro. Você não precisa esquecer tudo o que leu sobre vampiros, de Bram Stocker a Stephanie Meyer, mas vai se surpreender e se arrepiar com esse novo jeito elegante, erótico, sangrento e eletrizante de contar uma história.

Que fique claro meu desgosto por essa sinopse rs

Ultimamente tenho sido feliz nos livros que leio, este foi mais uma surpresa, li sem nenhuma expectativa, e sem conhecer o enredo (é não li nem a sinopse antes) e me encantei.
Bom, cada autor tem sua maneira de criar seu vampiro, só que ultimamente temos uma enxurrada de vampiros bonzinhos e românticos, uma coisa que acaba enjoando com o tempo. Neste livro os vampiros não passam nem perto de serem bonzinhos, eles são o plano de fundo do livro, pois a principal aqui é a caçadora destes seres sobrenaturais, Vitoria Gardella.

Vitoria vem de uma tradicional família de Venadores (caça-vampiros), e iniciou seu treinamento para seu legado. Sua avó, uma das mais respeitadas caçadoras é uma das responsáveis por seu treinamento, além do misterioso e arrogante Max.
Porém Vitória não tem somente a responsabilidade de venadora sobre seu ombro, o ano é meados de 1820, uma sociedade em que a função de uma jovem é ir as festas para encontrar um bom e rico marido, e sua mãe espera exatamente isso dela, desconhecendo a futuro de venadora da filha, Vitória de desdobra para agradar a mãe e não deixar seu treinamento de lado.

O enredo do livro é bem interessante, temos um pouco de tudo, o romantismo, sedução, ação e vampiros (desses de verdade sabe, que queimam no sol, sofrem com água benta e crucifixo, entre outras coisas tradicionais rs), além de umas cenas bem calientes. O livro tem um pouco de tudo, a nossa protagonista é fantástica, tem personalidade, e claro têm suas neuras, mas nada em excesso, só em alguns momentos que achei ela um pouco teimosa de mais, mas são momentos raros, e com uma teimosia justificável.

A narrativa do livro é ótima, envolvente e dinâmica, a leitura flui de um modo que nem percebemos que o livro já está chegando ao final. A autora abusou da sensualidade em algumas cenas, e foi bem feliz nisso, pois foram cenas muito bem construídas.
A única coisa que não gostei foi o modo que a autora construiu os diálogos com a criada de Vitoria, querendo demonstrar a falta de instrução da criada forçou o diálogo com erros de pronúncia, como "murdida", "direitim", "sinhora", creio que não havia necessidade disso. Bom, isso não estraga a leitura, apenas irrita em alguns pontos. Tirando isso eu amei o livro, e se você ainda não leu, deveria, tenho certeza que vai agradar.

Beijos
Lis
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base