Ocorreu um erro neste gadget

sábado, julho 02, 2011


Estrela Amarela - Jennifer Roy

Comments
Oi pessoas!!
Gente como é bom férias né!!! Minhas leituras estão começando a ficar em dia, e finalmente a minha lista de vou ler começou a diminuir e realmente ficar organizada. Uma pena que é só um mês...


Autora: Jennifer Roy
Editora: Cia. das  Letras
ISBN: 9788535918533 
Páginas: 139
Ano: 2011


Sinopse: Como outros sobreviventes do Holocausto, Sylvia Pearlmutter ficou em silêncio por muitos anos, tentando esquecer aquilo por que passou. Mas, aos poucos, com a chegada da velhice, as lembranças começaram a vir a tona. Era hora de contar a sua história. E foi o que ela fez - falou e falou à sobrinha, Jennifer Roy, que transformou as conversas no presente relato. Roy se utiliza da voz da própria Sylvia para narrar o dia a dia da família e a sua luta pela sobrevivência durante os seis anos de guerra. No começo, com apenas quatro anos, Sylvia nem ao menos entende o que se passa à sua volta. Seus pais decidem fugir para Varsóvia, mas não conseguem trabalho. Ao retornarem a Lodz, são obrigados a abandonar sua casa para viver em um apartamento bem pequeno, sem banheiro, com as duas filhas. Dividido em quatro partes cronológicas, cada uma com uma introdução sobre os acontecimentos históricos do período. 
'Estrela Amarela' é um relato íntimo, feito a partir dos olhos dessa menininha, que mais de uma vez escapa da morte apenas com a ajuda do acaso.


É uma resenha difícil de fazer, pois foi um livro que mexeu muito comigo. A cada página que lia sentia um arrepio e os olhos já ficavam merejados. O que não é por menos, afinal não é um simples livro, mas sim um retrato real do mundo durante a Segunda Guerra Mundial.

        - Eu não tenho valor para os alemães? - pergunto a papai
        - Você tem muito valor para esta família - ele diz - e isso basta. (página 24) 

Estrela Amarela é um livro baseado na vida de de Sylvia Pearlmutter, uma judia que passou sua infância no gueto de Lodz, uma infância roubada por um período que é impossível ser esquecido mesmo depois de tantos anos.
A autora nos apresenta ao universo da infância de Sylvia, em uma narração feita em primeira pessoa, que mostra os conflitos da época, principalmente para uma criança, uma vez que pior que ser judeu na época, era ser uma criança judia, pois não tinha utilidade nenhuma para os nazistas, portanto era de imediato o principal alvo de extermínio deles.
Meio a todo esse caos, a família de Sylvia se mostra cada vez mais unida para proteger todos, é um amor tão visível entre essa família, que só comprova o quanto o amor é importante para construir qualquer coisa.
Foi um livro que mexeu muito comigo, você consegue visualizar toda a cena que é narrada, e se encanta com a perseverança de todos, a força de vontade de um pai em manter toda sua família em meio a tanto caos.

É um livro ótimo, comprei por acaso, e não me arrependi. Uma narração emocionante que super recomendo a todos.


Grande beijo
Lis 

/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base