Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, maio 11, 2011


Resenha: Calafrio - Maggie Stiefvater

Comments

Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Ediouro
Selo: Agir
ISBN: 9788522010509
Páginas: 344
Lançado: 2010


Sinopse:


Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcatéia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas: uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo.
Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira de para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido.
Calafrio é a história de dois jovens que aceitam correr todos os riscos pelo amor, até mesmo o de deixarem de ser quem são.


Há anos Grace vem observando os lobos, em particular o seu lobo, o lobo de olhos amarelos, aqueles olhos que a anos fitavam os dela, e que ela não conseguia viver sem.
Enquanto isso, Sam tem vivido duas vidas, a vida na mata gelada durante o inverno, com a companhia de uma menina que o observava ao longe sem medo, e a outra vida composta de alguns preciosos meses no verão, quando era humano. Até o frio chegar e mudar tudo novamente.

O livro me fez lembrar o filme Ladyhawk (O Feitiço de Áquila), em que os amantes (Michelle Pfeiffer e Rutgar Haurer) foram amaldiçoados a viver como animais, ela como falcão durante o dia e ele como lobo durante a noite, tendo somente o período do crepúsculo para verem um ao outro como ser humanos.

A idéia do filme é muito romântica, mas Maggie fez a história do livro ser mais romântica ainda, ser tensa e deliciosamente perfeita.
Ela escreve assustadoramente, dolorosamente e lindamente bem. Capítulo a capítulo, o livro alterna em primeira pessoa, entre Sam e Grace.

Sam possui uma qualidade que une todos os grandes homens: a capacidade de amar de forma tão completa, que abrange todas as fibras do seu ser. Para Sam, Grace é seu mundo, sua vida; Grace é apaixonada e corajosa, ela segura todas as suas emoções, mas as sente profundamente, principalmente se tratando de Sam.

Eu particularmente amo os lobos, e a inevitabilidade de Sam retornar a sua forma de Lobo, possivelmente, separando e destruindo os dois para sempre, foi muito doloroso pra mim.

É um romance que cria um mundo familiar e ao mesmo tempo excitante, com personagens que parecem reais.

Essa é história da menina que se apaixona por um lobo (e eu me senti a própria Grace =P).


Boa Leitura!!!
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base