Ocorreu um erro neste gadget

domingo, janeiro 16, 2011


Resenha de A Breve Segunda Vida de Bree Tanner

Comments
 

Ano: 2010

Páginas: 192

Edição:

Autora: Stephenie Meyer

ISBN: 978859807809

Título Original: The Short Second Life of Bree Tanner

Editora: Intrinseca


Ao contrário dos outros romances da série, narrados segundo a perspectiva de Bella, a "eterna" namorada do jovem vampiro Edward Cullen, A Breve Segunda Vida de Bree Tanner nos dá uma outra visão da história, agora através da vampira recém-nascida Bree Tanner, que em Eclipse morre dez páginas após aparecer. A autora confessa que o novo livro foi uma surpresa mesmo para ela. "Acabou por ser uma surpresa para todo mundo, porque eu nem sequer pretendia publicar esta história como um livro isolado. Comecei a escrevê-lo há muito tempo, ainda antes do lançamento do filme do Crepúsculo. Nessa altura, Eclipse estava em fase de revisão e eu encontrava-me atolada, bem no cerne do meu mundo vampírico. Andava às voltas com o tema dos vampiros recém-nascidos, contemplando o seu ponto de vista, e uma coisa levou à outra. Comecei a escrever na perspectiva de Bree, da sua visão sobre aqueles últimos dias e de como se sentiria ela na sua recente condição."


 
Quando eu soube que a Stephenie tinha escrito um livro mostrando a visão de uma personagem tão pequena para a história da saga eu pensei que ela tava precisando de dinheiro.  Que bom então que os escritores tem problemas financeiros, pois assim somos presenteados com livros maravilhosos, como A breve segunda vida de Bree Tanner.

O livro me prendeu desde a primeira página. Diferentemente da Bella, a Bree não enrola e nem faz drama. A narrativa é limpa, direta, sem arrudeios e conhecemos como é a vida de um vampiro "de verdade" que sente a garganta arder quando sente sede pelo delicioso sangue humano.

Riley comanda os vampiros recém-nascidos pelo medo e pela falta de conhecimento. Ele não quer que eles pensem, quer que eles fiquem no escuro, literalmente. Bree e Diego são um dos únicos vampiros que não confiam plenamente em Riley e que começam a tomar consciência do que Riley esconde e do que está por vir. Para que é que eles foram criados? Essa é uma das perguntas de Bree.

O envolvimento da Bree com Diego dá ao livro um toque de romance. Achei interessante conhecer outros vampiros que tenham dons, como Fred, que consegue fazer com que as pessoas sintam repulsa dele. Fiquei ansiosa para saber o que é que ele iria dizer pra Bree, já que ambos trocavam olhares e sorrisos significativos.

Só tem uma coisa ruim nesse livro, ele não tem um final feliz! E embora eu já soubesse disso eu tive o cúmulo da esperança de torçer por um final diferente, mesmo sabendo que isso não era possível!

Recomendo pra todos os fãs da Saga crepúsculo e também para os que não são fãs, mas que gostam de histórias com vampiros de verdade que só desejam um única coisa: sangue, muito sangue.
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base