Ocorreu um erro neste gadget

domingo, novembro 14, 2010


Resenha: Cabeça de vento - Meg Cabot

Comments
Título Nacional: Cabeça de Vento
Ano de Lançamento: 2010
Número de Páginas: 320 páginas
Editora: Galera Record
Tradutor: Natalie Gerhardt
Título Original: Airhead
Ano de Lançamento: 2008
Número de Páginas: 352 Páginas
Editora: Point

Emerson Watts nem queria ir à inauguração da Stark Megastore no SoHo, mas alguém precisava tomar conta da sua irmã caçula, que está loucamente apaixonada por um astro pop britânico que daria autógrafos por lá. Além dele, uma outra pessoa muito famosa também marcaria presença… Nikki Howard, supermodelo internacional, sensação adolescente e rosto dos produtos Stark. Isso, é claro, é a receita para um desastre. Junto com os belos e famosos, uma multidão apareceu para conferir a inauguração – e, no meio das pessoas comuns, alguns manifestantes resolveram demonstrar o quanto são contra o monopólio da Stark, que está acabando com o comércio de rua em toda a cidade. Em meio à manifestação, está Emerson Watts, nerd extraordinaire. Como ela poderia saber que esse momento mudaria toda a sua vida para sempre? Depois de um acidente terrível, Em – que já não era nenhuma rainha do baile -, não é mais a mesma. Literalmente. Agora, fazer seu melhor amigo e paixão secreta notá-la como mais do que amiga é o menor de seus problemas

Eu sou uma super fã da diva Meg Cabot. Para mim ela é uma das escritoras mais fofas que existem! Quando eu fiquei sabendo que o livro ia ser publicado eu fiquei super feliz e ansiosa! A capa é absurdamente linda e eu achei a sinopse super interessante, mas foi depois de ler algumas resenhas super positivas que eu realmente tive absoluta certeza de que precisava ler Cabeça de vento o mais breve possível!

Eu achei a história super criativa! É um livro de ficção científica que não parece ficção científica, o que pra mim é maravilhoso, pois eu realmente não gosto nem um pouquinho lê o mesmo gênero por muito tempo, e o que mais parece ter surgido esse ano foram ficções.

O livro basicamente fala sobre como acontece a transformação da Em em Nikki e os medos, desejos, anseios de uma adolescente que agora não é mais uma garota qualquer, é simplesmente a modelo mais jovem e famosa do mundo da moda! E agora, como Em vai conseguir viver com isso?

Os personagens são encantadores e no começo eu sofri junto com a Em. Adorei os conselho que a Lulu dá pra Em, ou melhor, pra Nikki sobre os garotos e a responsabilidade que nós temos em relação a eles se apaixonarem pela gente! Fora a Em, a Lulu foi uma das personagens que eu mais gostei!

A Meg resolveu reunir todos os homens mais lindos e fofos em um único livro, gente! Sério mesmo, ainda não sei pra quem estou torcendo. Eu no lugar dela não saberia quem escolher e ficaria com todos!! Brincadeirinha! Um conselho que dou pra ela: Beije muito e siga seu coração!

A história é maravilhosa e nos deixa com um gostinho de quero mais! Espero ansiosamente pela continuação! :)

Classificação:  Super fofo!

domingo, novembro 07, 2010


Resenha: A última música - Nicholas Sparks

Comments


Ano de Lançamento: 2010
Número de Páginas: 408 páginas
Editora: Novo Conceito
Tradutor: Danielo Vilela Bandeira
Título Original: The Last Song
Ano de Lançamento: 2009
Número de Páginas: 400 páginas
Editora: Grand Central Publishing


Com apenas dezessete anos, Verônica Miller - ou Ronnie, como é carinhosamente chamada - vê sua vida virada do avesso quando o casamento dos pais chega ao fim e o pai se muda da cidade de Nova Iorque , onde vivem, para Wrightsville Beach, uma pequena cidade costeira na Carolina do Norte. Três anos não são o suficiente para apaziguar o seu ressentimento, e quando passa um verão na companhia do pai, Ronnie rejeita com rebeldia todas as suas tentativas de aproximação, ameaçando antecipar o seu regreesso a Nova Iorque. Mas será  na tranquilidade que envolve o passar dos dias em Wrightsville Beach que Ronnie irá descobrir a beleza do primeiro amor, quando conhece Will, e vai afrouxando, uma a uma, todas as susas defesas, deixando-se tomar por uma paixão irrefreável e de efeito devastador. Nicholas Sparks é, como sabemos, um mestre da moderna trama amorosa, e em A última música , usa de extrema sensibilidade para abordar a força e a vulnerabilidade que envolvem o primeiro encontro com o amor e o seu imenso poder para ferir... e curar.
Uma história sobre a família, os amores, as segundas oportunidades e aqueles momentos que nos trazem de volta às origens...

Eu já podia ter lido esse livro há algum tempo, mas nunca tive coragem. Motivo principal: Miley na capa! Isso pode parecer bem preconceituoso, mas eu raramente gosto de livros com capa de filme, mais raramente ainda quando é a Miley a protagonista do filme. Mas enfim, depois de ler  várias resenhas positivas do livro eu decidi dar uma chance pra ele e fingir que a garota na capa era qualquer pessoa desconhecida e nem por sombras a Miley.

É o segundo livro que leio do Nicholas Sparks. O primeiro que li foi Querido John e eu gostei bastante. Pra falar a verdade se tornou um dos meus livros favoritos. O Nicholas escreve de uma maneira tão cativante, tão profunda e sensível que não tem como a gente não se envolver e se emocionar e não foi diferente em A última música.

O livro exerceu uma espécie de imã sobre mim. Juro que assim que começei a ler e fui conhecendo a Ronnie, o Steve,o Jonah  e o Will que eu praticamente não tinha vontade de fazer mais nada, apenas saber qual era o rumo que a história iria tomar. E a cada página o livro ia me conquistando.

A última música é um dos melhores livros que eu li em toda a minha vida! Conta a história de uma adolescente que se rebelou depois da separação dos pais e que há três anos cortou relações com o pai. Então ela e o irmão vão passar o verão com ele e tudo muda.

O livro pode até ser previsível, mas a forma como a história é contada é que faz dele único,  singular. Eu confesso que a história pra mim teve um sabor diferente, pois eu me vi sendo a Ronnie em várias situações e já passei por algo parecido com o que ela  passou. O livro realmente me fez relembrar fatos na minha vida e foi impossível não me emocionar e não chorar!

Se um dia eu tiver o prazer de ter uma conversinha com o Nicholas vou logo cobrando uma caixinha de lenços e dizer pra ele que ele é simplesmente fantástico!

Classificação:  ☆☆☆☆

terça-feira, novembro 02, 2010


Resenha: Wings - Aprilynne Pike

Comments


Editora: HARPER USA
Autor: PIKE, APRILYNNE
Coleção: WINGS
Compre: Aqui
ISBN-13: 9780061668050
Origem: Internacional
Ano: 2009
Edição: 1
Número de páginas: 304
Acabamento: Brochura
Sinopse:

Laurel é uma jovem de quinze anos diferente - frágil, vegan  e amante da natureza - que se muda com os pais para outra cidade.
Integrar-se na nova escola e fazer amigos são questões complicadas para uma garota tímida como ela, mas o atraente David ajuda-a a se ambientar.

É então que acontece algo inexplicável que aterroriza Laurel diante do espelho, vê surgir sobre os seus ombros umas formas longas branco-azuladas, de uma beleza quase indescritível, como pétalas a pairar no ar junto à sua cabeça - semelhante a asas.
Para entender o que aconteceu, a jovem regressa à sua cidade natal, onde conhecera Tamani, um magnetizante rapaz de olhar cor de esmeralda. Ele parece conhece-la desde sempree vai revelar-lhe uma verdade aterradora.
A partir desse momento, Laurel ver-se à surpresa entre dois mundos e dividida entre rapazes igualmente fascinantes, que a atraem em direções opostas...

 
 Wings é um livro juvenil super fofinho. Narrado em terceira pessoa, é um livro leve, doce e encantador.

O começo do livro até um pouco mais da metade é marcado principalmente pelos conflitos, dúvidas e descobertas da adolescência. Também vemos surgir uma triângulo amoroso e a protagonista dividida entre dois mundos diferentes.

Me fez lembrar de Crepúsculo e tudo o que eu pensava saber sobre vampiros. Eu não sabia que vampiros brilhavam e eles brilham.. e eu não sabia que fadas são como uma espécie evoluída de uma planta e nesse livro é. Achei um pouco esquisito, mas se a Stephenie Meyer pode, porque a Aprilynne Pike não?

É impossível não gostar de David! Ele é muito fofinho. Compreensivo, prestativo, um verdadeiro amigo! Sabe o genro que toda mãe sonha pra filha? É ele!
Entretando, Tamani também tem seu encanto! E eu confesso que até agora não sei qual eu escolheria, agora imagina a Laurel.

Passada a fase das descobertas e  das dúvidas, a história fica cada vez mais interessante e a ação começa a surgir! E é quase impossível largar o livro! Fica aquela expectativa de saber o que vai acontecer na página seguinte..

Apesar do livro ser previsível eu gostei bastante! Achei um romance super leve e tranquilo. Um livro despretencioso que encanta e diverte. Eu gostei achei a narrativa bastante cativante.

Recomendo para todos aqueles que queiram matar as saudades da adolescência, tirando as famosas espinhas, é claro e para aqueles que gostam de uma boa história de fadas.
/
Related Posts with Thumbnails
 

Design by / Thema base